É muito bom estar de volta, meninos e meninas. Para quem não sabe todos esses meses de seca aconteceram por uma boa notícia – mudei do meu apartamento para uma casa bem maior e não muito longe do bairro antigo. Com o espaço extra você acaba tendo mais trabalho e com isso acabei usando esse primeiro terço do ano para colocar tudo em ordem e me dedicar a um projeto que já tinha muito tempo que eu queria – Uma sala dedicada ao meu hobby!


Que não se dava muito pra ela no primeiro dia da mudança, mas que aos pouquinhos foi crescendo, e eu fui me animando para pintar parades e montar os móveis:

E fazer uma ou outra coisa legal ate chegar o produto final – Meu próprio pedacinho no Warp.

Nada mais justo então que agora que as coisas estão prontas e operacionais, eu inaugurasse os trabalhos com uma pintura legal e rápida – até porque depois de alguns MESES sem pintar você quer queira ou não enferruja um pouco, sendo assim resolvi fazer algo que eu vou com certeza usar mas que não tivesse grandes alterações ou viagens muito fortes de conversão – não ainda. Acabei por decidir por um Khorne Daemon Prince, que será com certeza bem usado na lista de World Eaters que eu tenho planejada pra logo mais.

Este tremendo MODELAÇO foi comprado já tem algum tempo na Mierce Miniatures e como tudo nesta empresa, seus detalhes são impressionantes – e para a minha surpresa, a resina não era tão ruim de trabalhar. A pose do modelo é simples, e bastou deixar as asas soltas e já tinha os sub-assemblies prontos e no primer, prontos pra começar.

A proposta da pintura de hoje é conseguir um bom resultado em poucos dias – mais precisamente, comecei e terminei esse modelo todo agora no feriado da páscoa – mas mesmo assim tentando adicionar quilos de detalhe e definição para firmar a mão novamente e me preparar pros projetos megalomaníacos que eu ando com coceira de fazer. Pois bem, trabalhos iniciados com duas demãos de Citadel Khorne Red:

Criamos as sombras com um belo Wash de Nuln Oil:

Seguido por uma sequência de drybrushes – cada qual com um pincel cada vez menor para ocupar menos área, primeiro de Citadel Wazdakka Red:

Depois de Evil Sunz Scarlet, seguido de um banho de Glaze Bloodletter pra deixar tudo na mesma paleta:

Finalmente – e essa foi a parte que eu mais gostei – Eu peguei um pincel de detalhe com uma ponta bem fina, e me aventurei a fazer edge highlight na mão. Uma técnica que eu tenho gostado cada vez mais pelo efeito fino que trás pra miniatura. No caso aqui eu usei Wild Rider Red e me foquei nas partes mais altas como os veios do pescoço e os músculos mais aparentes do torso:

Nessa hora pra facilitar a manipulação, eu já colei o modelo na base e apliquei os basecoats – Balthasar Gold para os metais quentes, Leadbelcher para os Frios. Os cabos dos machados receberam P3 Bootstrap Leather e os serão feitos no Citadel Zandri Dust.

A idéia é brincar bastante com o contraste de metais quentes e frios porque é um jogo de cores que é muito simples de se fazer e que fica de muito bom gosto para um Daemon of Khorne. Os metais frios então foram realçados com um Wash de Nuln Oil, um Drybrush de Necron Compound e um edge highlight de P3 Quicksilver.

E – criando um efeito que eu recém descobri muito legal de latão desgastado – eu primeiro apliquei um Drybrush de Golden Griffon nos metais quentes:

E finalizei com um wash de Reikland Fleshshade:

Com o modelo já quase nos finalmentes – falei que ia ser jogo rápido – eu me foquei nos detalhes dos ossos e unhas com um wash de Agrax Earthshade:

E drybrush de Terminatus Stone, sequido de um wash de Seraphim Sephia pra finalizar:

A base recebeu uma aplicação de Vallejo Black Lava, que levou um Drybrush de Terminatus Stone e um Wash de Nuln Oil depois de seca.

As asas também foram mantidas simples – Drybrush de Camo Green, seguido de wash de Carroburg Crimson:

E basicamente foi isso! O modelo estava finalizado e não ficou NADA MAL!

Foi muito, muito bom poder finalmente sentar e pintar nesses dias que passaram e embora eu ainda esteja achando que eu estou um pouquinho fora de ritmo é bom saber que a empolgação não diminuiu em nada. Pelo contrário – Eu estou soltando esse post já pensando em como vai ser a lista de Thousand Sons mais pro fim do ano.